Que tal cortar o Braço e por um Robótico?

|


Já se imaginou decepar parte do seu corpo e substituir por uma maquina?
Dota-lo de força inimaginável e habilidades fantásticas?
Pois esta acontecendo.



Estamos num século quem os robôs são realidade. Dominamos o poder do átomo e estamos indo a fundo além dos quak, up e down. Criamos um mundo virtual(internet), conquistamos a Lua e enviamos satélites além da nossa galáxia. Também conquistamos as fossas abissais.
Entretanto a revolução na biologia ainda caminha a passos lentos.
Sabemos que ao cortar parte da pele uma nova surge e regenera, quebrando um osso este se tratado apos alguns meses esta tudo ok.
Já para a diminuta salamandra uma perna inteira perdida pode ser regenerada. O bichinho danado.
Então que habilidade e esta escondida nos genes que ainda não dominamos?



imagem de uma salamandra



Certamente há um conservadorismo em grupos sociais que travam esse tipo de descoberta. As células tronco conhecidas por sua capacidade totipotente -tornar-se qualquer tipo de célula- permitindo a regeneração de tecidos e órgãos a pouco tempo tiveram um briga ferrenha para se tornar objeto de estudo.
Sem falar que sangria era uma pratica de "cura" adotada por muito tempo e de fato se ajudou foi a derrubar de vez o condenado.
Bem... enquanto a revolução biológica carga uma bola de ferro social a tecnologia tem disparado na frente, mas nesta corrida a jornada tecnológica ao meu ver de longe e´ a mais longa já que ha caminhos a percorrer nunca antes trilhados e esta tudo por fazer.
Mesmo assim o fato é que as lacunas deixadas nas áreas humanas tem sido preenchidas por geringonças eletrônicas.
E uma questão acaba surgindo: Você substituiria um membro do seu corpo para ganhar uma habilidade extra?




Certamente muitos preferem ficar com o seu garantido.
Mas.. se você já tivesse um membro inútil agregado ao seu corpo substitui-lo não seria traumático e sim muito vantajoso?
E é o que tem acontecido. Amputar um braço que foi lesionado num acidente de carro e substituir por um membro robótico tem se mostrado satisfatório.
Na reportagem da BBC News e´ possível ver alguns casos em que essa pratica foi adotada e os usuários retomam parte das capacidades perdidas.
Outros casos como olhos com câmera, conexão entre homem e internet e braços robóticos controlados pela mente já são realidade e em pouco tempo os cientistas prometem libertar o cérebro do "exoesqueleto" o corpo.
Estudos como o de Miguel Nicolelis estão decifrando a linguagem elétrica de comunicação do cérebro com seus periféricos: membros e sensores. Com essa tecnologia dominada a integração homem-maquina será inevitável e os cyborges serão o moderno.
Seria o máximo "chutar o pau da barraca" escolher na vitrine o "EXO2090" com foça de um gorila, estrutura de nano tubos de carbono, visão noturna, sonar, conexão wifi cérebro-internet, quem sabe ate um modo "desliga ouvidos"(o Mute) para permitir um sono super tranquilo? Depois era só por o cérebro boiando dentro e “voilà."
Ha... ai sim! E o Celular? hahaha, ia ser coisa do passado "meu velho".

Para ver os vídeos e reportagem da BBC veja as referencias. O material esta em inglês.


Referencia:
Materia da BBC news. 
Titulo: Woman seeking elective amputation takes next step

 Sobre salamandras e sua regeneraçao:

4 comentários:

Anônimo disse...

Eu acho que não se pode DECAPITAR um braço, pois este não possuí cabeça, logo só podemos DECEPAR um braço.

Brasilrobotics disse...

Agradeço o comentário.
De fato houve uma tentiva proposital de usar um termo dramático para o ato. O que ao ditames da boa gramática fica distonate.
É como dotar sapato, tenis, alpercatas e calçado tudo uma coisa só. Ou sabão e sabonete.
No fim fica mais simples libertar-se de tantas convenções para transmitir uma mesma ideia.
Mas agradecemos a obcervação e vamos atualizar a postagem pois no fim Decepar vai ficar "mais gatinho!"
um abraço.

Anônimo disse...

Estou para ir para a universidade ainda, e sempre me interessei muito por esses estudos sobre relação homem x máquina, membros artificiais e tal.
Saberia me dizer qual área trata desse tipo de estudo?

Penso ser engenharia elétrica, mecatrônica (robótica) e biomédica, mas não tenho certeza de qual dá mais enfase...

Brasilrobotics disse...

Olá

A depender da universidade um curso pode ser bem diferente do outro apesar de ter o mesmo nome. Por exemplo um curso de automação que veio do departamento de mecânica tendência para a mecânica. Já um que saiu da elétrica tendência para a elétrica.
Recomendo procurar um curso que possa migrar de foco ao longo do curso. Por exemplo uma base matemática e quatro ou mais correntes para seguir ao fim do curso. Assim você não fica fechado e se decidir migrar pra outro tema você não fica preso.
Procure um curso de eng. elétrica ou de automação ou até mecânica mas veja a grade de cada um e converse com o coordenador do curso para ver se o curso por exemplo de eng. elétrica não é focado apenas em rede de energia( a grosso modo: trabalhar com usinas e poste de energia)
Ao fim do curso você vai fazer um mestrado e se tiver ainda muita paciência um doutorado no tema que desejar. Infelizmente os cursos de graduação são ineficientes em saciar o desejo do aluno pelas novas tecnologias e no geral antigos e conservador. As novas tecnologias ficam muito distante do aluno e gera muita angustia no geral pois tem pouca prática.
O que da pra fazer é paralelamente um estágio numa empresa que tenha algo com biomédica. ou outra área que deseja. É a solução para a felicidade do aluno e a infelicidade no tocante ao tempo e horas de lazer.
Mas o caminho é a engenharia mesmo. Mas você vai precisar buscar fora o conhecimento pois a graduação é normalmente teoria com muita matemática que é a base para trabalhar com as novas tecnologias e permitir inovar ou criar algo.
Boa sorte nas suas escolhas. Peça ajuda e pesquise bastante ante de prestar algum vestibular.

 

©2010 Brasil Robotics | by Gamesh_